INSTITUTO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS CRIMINAIS

     OK
alterar meus dados           OK
ASSOCIE-SE


Cursos e Eventos

Mesas de Estudos e Debates: 11/08/2009 (terça-feira) - "Morte seguida de resistência": a letalidade da ação do Estado

Mesa de Estudos e Debates aberta a todos e transmitida pelo Portal IBCCRIM

Para comemorar o dia 11 de agosto, o IBCCRIM realizará uma Mesa de Estudos e Debates cujo tema será: “Morte seguida de resistência: a letalidade do Estado”. O encontro ocorrerá em São Paulo e as vagas presenciais estão esgotadas, no entanto, o evento será transmitido pelo Portal do IBCCRIM, podendo o participante acompanhar o debate e enviar suas perguntas on-line.

Para participar, o interessado deve acessar o link Itv.netpoint.com.br/ibccrim a partir das 10h00. O encontro terá duração de duas horas e pretende debater a rotinização de uma política deliberada de extermínio, promovida pelo Estado brasileiro, discutindo o papel exercido pelo sistema de justiça como seu subscritor. 

Entre os professores confirmados para debater o tema estão Beatriz Affonso (Diretora do Centro pela Justiça e Direito Internacional – CEJIL para o Programa do Brasil e mestre em Ciências Políticas pela USP), Luis Fernando Camargo de Barros Vidal (Juiz de Direito em SP; Presidente da Associação Juízes para a Democracia - AJD e Presidente da Comissão de Infância e Juventude do IBCCRIM) e Marcela Cristina Fogaça Vieira (advogada em direitos humanos na organização não-governamental CONECTAS DIREITOS HUMANOS).

O encontro é gratuito, as vagas presencias são limitadas e  estão esgotadas.

Para assistir e participar do debate, fique atento:

11/08/2009, acesse on-line: Itv.netpoint.com.br/ibccrim


Realização: IBCCRIM

Expositores: Beatriz Affonso (Diretora do Centro pela Justiça e Direito Internacional – CEJIL, para o Programa do Brasil e mestre em Ciências Políticas pela USP), Luis Fernando Camargo de Barros Vidal (Juiz de Direito em SP; Presidente da Associação Juízes para a Democracia - AJD e Presidente da Comissão de Infância e Juventude do IBCCRIM) e Marcela Cristina Fogaça Vieira (advogada em direitos humanos na organização não-governamental CONECTAS DIREITOS HUMANOS).

Data: 11/08/2009 (terça-feira)

Horário: Das 10h00 às 12h00

Local: Auditório do IBCCRIM - Rua Onze de Agosto, 52, 2º andar - Centro - São Paulo - SP

Inscrições gratuitas - Vagas limitadas

Informações: mesas@ibccrim.org.br

Breve resumo: Nos últimos anos, a letalidade da ação policial no país tem alcançado níveis a cada dia mais preocupantes, sobretudo nas grandes capitais. Por meio do registro policial “resistência seguida de morte” – uma categoria que não encontra qualquer previsão legal – opera-se uma lógica de eliminação de civis pelo Estado, autorizada sistematicamente no âmbito do seu processamento judicial. Com expedientes retóricos, e principalmente pela investigação propositalmente leniente, chega-se sempre à impunidade dos executores desses homicídios. A mesa de debates “Morte seguida de resistência: a letalidade da ação do Estado” pretende problematizar a rotinização dessa deliberada política de extermínio promovida pelo Estado brasileiro, discutindo o papel exercido pelo sistema de justiça como seu subscritor.


           


IBCCRIM - Instituto Brasileiro de Ciências Criminais - Rua Onze de Agosto, 52 - 2º Andar - Centro - São Paulo - SP - 01018-010 - (11) 3111-1040